JESUS VOLTARÁ

JESUS VOLTARÁ

JESUS VOLTARÁ: DEZ PONTOS FUNDAMENTAIS SOBRE A VINDA QUE UNIFICAM OS CRISTÃOS

 

”Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus.”
Filipenses 1:6

O tema sobre a Vinda de Jesus geralmente promovem debates polêmicos e acalorados. Existem os que defendem pautados nas ideologias socialistas, que Jesus não vai retornar materialmente, mas que foi sua consciência do reino de Deus que chegando promoveria a justiça social; Existem os liberais que negam totalmente qualquer possibilidade do seu retorno; existem as seitas que pregam uma Vinda invisível; os que marcaram datas, como o fanático William Miller, que calculando datas no livro de Daniel, marcou a Vinda para 1843 e impulsionou um falso avivamento ”parusiano”(Vinda) de natureza esquizofrênica. Enfim, o que não falta é polêmica, debate e até mesmo delírio com relação ao tema.

Mas é importante salientar a essência que sustenta toda a casa da parúsia (vinda) e por isso a Confissão de Fé de Westminster cap 33 , tomo II, afirma:O fim que Deus tem em vista, determinando esse dia, é manifestar a sua glória – a glória da sua misericórdia na salvação dos eleitos e a glória da sua justiça na condenação dos ré-probos, que são injustos e desobedientes. Os justos irão então para a vida eterna e receberão aquela plenitude de gozo e alegria procedente da presença do Senhor; mas os ímpios, que não conhecem a Deus nem obedecem ao Evangelho de Jesus Cristo, serão lançados nos eternos tormentos e punidos com a destruição eterna proveniente da presença do Senhor e da glória do seu poder.

Sete perigos sobre o tema

Não é a intenção deste texto debater escolas escatológicas, mas expor os fundamentos sobre o retorno de Jesus. A Bíblia convoca todo filho de Deus para vigiar os tempos que antecedem o clímax da parúsia ( vinda de Cristo). Também é importante acentuar os fundamentos que unem todo o povo de Deus sobre o tema. As brigas sobre o antes e depois, são questões secundárias que dividem opiniões por vezes acaloradas. Há inclusive seitas que são totalmente focadas neste tema. Existem grandes perigos nestes debates secundários em torno das escolas, é possível numerar sete pontos primordiais que são infecciosos:

1-Sectarismo;
2-Histerismo;
3-Fanatismo por datação e previsões que se assemelham a Nostradamus;
4-Acrescentar algo ou posição ao texto sagrado;
5-Renunciar os fundamentos para uma interpretação lúcida, e abraçar uma imaginação delirante;
6-Dar ouvidos aos espíritos enganadores que pregam novas revelações sobre o fim;
7-Sujeitar o texto a onda do alarmismo do mundo.

Dez pontos que unificam os cristãos em torno da Volta de Jesus!

Primeiro, cremos que antes de sua vinda vai haver uma intensificação dos fenômenos naturais como: terremotos, tempestades, secas, pestes, vírus;

Segundo, Cremos que também aumentará a violência: violências nas ruas e bairros, em cada nação e rumores de guerras, guerras globais;

Terceiro, cremos que a sociedade como conhecemos vai ficar pior: Haverá um processo acelerado degradante dos valores que sustentam uma sociedade civilizada, e a invasão bárbara promoverá a depravação, indecência, pedofilia, zoofilia, homossexualismo e corrupção descontrolada;

Quarto, cremos na apostasia: Muitas Igrejas para encher seus templos serão mais ”relacionais” com o mundo, vão se adaptar aos valores secularistas, pastores negociarão a fé, pastores abandonarão a sã doutrina em defesa das teologias aleijadas e focadas em ideologias; aumentará progressivamente o número de falsos pastores vendilhões da fé, e enganarão a milhões;

Quinto, cremos que o ecumenismo vai reunir todo o joio, todos os falsos em torno de um poder político-religioso, pode ser um homem – ou um sistema que fará emergir uma besta;

Sexto, cremos que Jesus voltará com poder e grande glória com seu exército angelical

Sétimo, cremos que ele vai reunir todos os filhos de Deus que habitam no mundo maligno;

Oitavo, cremos que os crentes mortos ressuscitarão primeiro e nós os vivos em seguida;

Nono, cremos que haverá um juízo onde grandes e pequenos prestarão contas ao Rei Jesus e receberão a justa condenação Eterna no lago de fogo. A confissão de Fé Batista de 1689 Cap 32 e tomo 1, elucida bem a questão: ‘’Deus determinou um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio de Jesus Cristo.1 A Ele todo poder e todo julgamento foram conferidos pelo Pai. Nesse dia, não somente os anjos apóstatas serão julgados;2 também as pessoas que viveram sobre a terra, todas comparecerão perante o tribunal de Cristo, e para prestar conta de seus pensamentos, palavras e ações, para receberem segundo o bem ou o mal que tiverem feito por meio do corpo’’.

Décimo, cremos na pátria celestial, morada dos filhos de Deus, onde Cristo nosso Rei Eterno governará seus súditos;

São nestes pontos que devemos nos agarrar, nestes pontos fundamentais estamos unidos! Podemos sim debater fraternalmente os temas e as escolas escatológicas, mas com bom senso e respeitando sempre a opinião divergente.

Solus Christus

Por Heuring Felix Motta
Colunista da Revista Consciência Cristã

conscienciacristanews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *