“Use twitter para influenciar, não para ser famoso”, diz John Piper

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Buscar a fama é pecaminoso, de acordo com o pastor John Piper. Mas sim, você pode usar Instagram, Twitter e outras rede sociais para influenciar, para que pessoas façam o bem.

Ao responder uma pergunta sobre se é pecado ser famoso na era do Twitter e Instagram, o influente pastor evangélico conservador diz: “É pecado desejar ser famoso? Sim, é – embora não seja pecado desejar ser influente”.

Assine o Blesss

“O problema surge quando é mais prazeroso ‘ser’ do que o desejo de servir. Isso é perigoso”.

“Não é pecado se preocupar com o que as pessoas pensam de nós, desde que nossa esperança, nossa oração e nosso esforço seja para que vejam a graça de Deus em nós e a glória seja de Deus, deste modo, já fazemos com que as pessoas vejam o melhor de nós”.

“Embora seja pecado querer a fama, não é pecado influenciar”.

No twitter @johnpiper, cita Jesus no evangelho de Mateus, que disse: “A vossa luz resplandeça diante dos outros, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”.

Outros versículos da Bíblia também se referem ao valor de uma boa reputação. Piper, fundador e professor de “Desejando Deus” e chanceler da Bethlehem College and Seminary, diz que a vida de uma pessoa deve testemunhar a verdade que ele professa.

Ter um bom testemunho é agir como uma pessoa que encontrou satisfação em Deus, e em ajudar os outros a encontrar alegria em Deus. “Então, eu digo: Sim, é pecado querer ser famoso, isto é, querer ser conhecido por mais e mais pessoas que nos elogiarão e nos louvarão. É um desejo mortal do ego humano caído querer ser louvado – mesmo quando fazemos o bem, e não falamos o mal que fazemos.”

Os cristãos devem ter cuidado com a tentação ao praticar sua justiça diante das outras pessoas “para serem vistas por elas” – um exemplo disso, é a passagem bíblica em Mateus 6.

“Não faça nada para obter recompensa humana, porque então, você não terá a recompensa de Deus”.  No entanto, é pecado não influenciar. “Queremos que pessoas se convertam a Cristo, e é um pecado não querer que nossas vidas sirvam de exemplo para leva-las até Cristo, é nosso dever fazer o bem para aliviar o sofrimento, especialmente o sofrimento eterno”, diz Piper.

Do site Christian Today
Tradução: Jonara Gonçalves
Imagem: Reprodução

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentários do Facebook