Um pastor na vida e na morte: Meditação no Salmo 23

O Bom Pastor é aquele que provê, para as suas ovelhas, tudo o de que elas necessitam para a sua alimentação e descanso, diários.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Salmo de autoria de Davi, o salmo vinte e três é um dos mais universalmente conhecidos dentre os que integram o Saltério hebraico. Há até mesmo pessoas que conservam a Bíblia sagrada aberta em suas casas no salmo vinte e três na expectativa de que tal atitude possa trazer algo de bom para as suas vidas. Óbvio que tal conduta, por mais sincera que possa ser não passa de um traço de religiosidade supersticiosa bem comum na superlativamente mística cultura brasileira, mas que não conta com o menor vestígio de respaldo bíblico.

A religião autêntica, que me seja permitido expressar-me assim de maneira rigorosamente didática, é a que se efetiva por meio de um relacionamento vivo com Deus, mediado pelo Senhor e Salvador Jesus Cristo, no poder contumazmente iluminador e santificador do Espírito Santo; e, de igual modo, norteado pelas balizas sólidas provenientes da suficiente e inspirada palavra de Deus. Relacionamento esse cujo termo inaugural surge quando o pecador é confrontado pelo poder do evangelho da graça; arrepende-se dos seus pecados; deposita a sua irrestrita confiança na pessoa e na obra de Jesus Cristo; experimenta o milagre da regeneração; torna-se uma nova criatura; e, por fim, passa a viver, mesmo ainda sendo sujeito a pecados e falhas, com a indesviável finalidade de promover, em todas as coisas, a glória de Deus, que é a teleologia suprema do universo.

Assine o Blesss

Quando alguém experimenta em sua vida essa monumental e transformadora obra da graça de Deus pode, verdadeiramente, vivenciar a real dimensão do que significa ter o Senhor como o seu Pastor, tanto na vida quanto na morte. Valendo-se da linguagem comum e recorrente na cultura do Oriente Médio, que identificava o rei como o pastor que cuidava das necessidades mais prementes do seu povo, Davi se dirige ao Senhor como o seu Pastor, que dele cuida de modo tão amoroso que de nada ele terá falta.

O ponto, aqui, não é que Deus torna-se para nós uma espécie de garçom cósmico, pronto, vinte e quatro horas por dias, para satisfazer todas as nossas vontades e caprichos. Tal compreensão sobre Deus incoaduna-se flagrantemente com a que nos é revelada nas Escrituras Sagradas, nas quais Deus pontifica como o todo-poderoso, o soberano Senhor da história, que tudo faz de conformidade com o conselho da sua “boa, perfeita e agradável vontade”.

O deus serviçal da teologia da confissão positiva e do materialismo escandaloso dos pregadores da prosperidade não passa de um ídolo concebido pela vã imaginação humana. Sendo o Senhor o nosso Pastor, nada nos faltará, porque ele é mais do que suficiente. O Bom Pastor é aquele que provê, para as suas ovelhas, tudo o de que elas necessitam para a sua alimentação e descanso, diários.

Cristo, o Pão vivo que desceu dos céus, é o nutriente espiritual permanente das nossas almas, ao qual temos acesso por meio de uma pregação centrada na cruz do cruz do calvário e no poderoso sacrifício nela operado pelo Filho de Deus, sumamente suficiente para assegurar a nossa salvação eterna. Ao nosso Supremo Pastor na vida e na morte, louvores sempiternos e adoração sem fim. SOLI DEO GLORIA NUNC ET SEMPER.

Por José Mario da Silva, para o Consciência Cristã News
Imagem: Conexão Eclésia 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentários do Facebook