Os “Sacerdotes da Morte”: conheça os assassinos religiosos que abalaram o mundo

Estes homens cometeram crimes bárbaros em nome de uma fé obscura e ceifaram a vida de milhares de pessoas.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O ser humano sempre procurou refugio no sobrenatural, pois todos tem um grande vazio na alma. No entanto, nem todos sabem que o único que pode preencher esse vazio é a presença do unico Deus verdadeiro, que nos oferece perdão e reconciliação por meio de Jesus Cristo.

Infelizmente, existiram no passado e continuam existindo nos dias de hoje, pessoas que se aproveitam dessa necessidade humana, para criar seitas e heresias para dominar e manter as pessoas aprisionadas. Suas doutrinas diabólicas podem levar não apenas ao desvio espiritual e moral, mas em alguns casos, até mesmo à morte.

Assine o Blesss

Selecionamos abaixo, 10 líderes de seitas que foram classificados pelo site heavensgate, como “Sacerdotes da Morte”. Estes 10 homens podem ser considerados os maiores assassinos religiosos contemporâneos (a numeração na foto corresponde aos nomes citados na lista):

1. Joseph Kibweteere foi o líder da seita do Movimento da Restauração dos Dez Mandamentos, em Uganda. Sob sua liderança no dia 17 de março de 2000, cerca de 800 seguidores deste movimento protagonizaram um dos maiores rituais de suicídio em massa da história contemporânea. Eles se refugiaram em sua igreja, fecharam as portas com chave e se pulverizaram com gasolina para incendiar-se em seguida. Mais de 500 pessoas morreram carbonizadas.

2. Gerald Robinson foi um sacerdote católico romano, que em 2006 foi condenado à prisão perpetua pelo brutal assassinato, seguindo rituais satânicos, de uma freira de 71 anos pouco antes da Vigília Pascal de 1980. A religiosa foi espancada, estrangulada, esfaqueada 31 vezes e finalmente ungida na testa com gotas de seu próprio sangue.

3. Jim Jones. Em 1953 fundou a seita o Templo do Povo nos Estados Unidos, fundindo as crenças do cristianismo com doutrinas comunistas. Em 1978, ele ordenou seus seguidores a cometerem um suicídio ritual em massa, afirmando que era um “suicídio revolucionário”. Como resultados 913 pessoas morreram, incluindo 270 crianças. As pessoas morreram por sua própria mão, tomando uma bebida com cianeto e matando os seus próprios filhos. Jones se suicidou com um tiro na cabeça.

4. Ahmad Suradji foi um feiticeiro e assassino indonésio que ao longo de 11 anos estrangulou 42 mulheres, enterrando-as até o pescoço antes de assassiná-las. Ele bebia a saliva de suas vítimas, a fim de obter poderes mágicos de cura. Ele foi preso em 1997, condenado à morte e executado em 2008.

5. Osho (Rajneesh Chandra Mohan Jain) foi o fundador e líder da seita Rajneeshpuram. Autor do primeiro ataque bioterrorista e de maior envergadura da história dos EUA até agora. No outono de 1984 ordenou seus seguidores que contaminassem as saladas de 10 restaurantes em Oregon com cepas de salmonela. No total, 751 pessoas ficaram doentes como resultado desta ação e 45 delas necessitaram de internação. O ato buscava incapacitar a população votante da cidade, para que seus próprios candidatos ganhassem as eleições no condado americano de Wasco County. Ele morreu em 1990, acusando o governo dos EUA de envenená-lo com tálio.

6. Andras Pandy, um pastor protestante, considerado um dos mais cruéis assassinos em série na história da Bélgica. Em 2002 Pandy, apelidado de o Diabo Pastor e Sacerdote Barba Azul, foi condenado à prisão perpétua pelo assassinato de oito parentes: duas esposas e seis de seus filhos. Os assassinatos ocorreram entre 1986 e 1990. Ele dissolvia partes dos restos mortais das vítimas com ácido e as outras vendia como “carne de porco”. Grandes pedaços de carne humana foram encontrados em sua geladeira, acredita-se que ele praticava canibalismo durante anos. Outra filha do pastor, Agnes, foi declarada cúmplice do assassino. Pandy morreu na prisão no dia 23 de dezembro, aos 86 anos de idade.

7. Adolfo de Jesús Constanzo foi um assassino em série apelidado de Narcosatánico de Matamoros e um dos lideres de um grupo pertencente ao culto africano do Paolo Mayombe, que realizavam sacrifícios humanos em seus sangrentos rituais. Foi assassinado em 1989 por um de seus cúmplices narcotraficantes da Cidade do México. O grupo foi perseguido pela policia depois do sacrifico de um jovem turista americano, ao qual extraíram a sua coluna vertebral.

8. David Koresh foi líder dos Davidianos, uma seita religiosa com base no Texas, EUA. Ele tinha um harém e em varias ocasiões foi denunciado por pedofilia e posse de armas de fogo. Um cerco, em 1993 na sede da seita pelo FBI terminou com um incêndio, depois que Koresh, juntamente com outros 54 outros adultos e 21 crianças foram encontrados mortos. Segundo as autoridades, os próprios membros da seita se incendiaram no prédio, cometendo um suicídio coletivo.

9. Luc Jouret foi um dos líderes de uma seita belga com sede na Suíça e cofundador da Ordem do Templo Solar. Em 1994 participou no assassinato de um bebe de 3 meses de idade, garantindo que se tratava do Anticristo. Em outubro do mesmo ano, 48 membros da seita, incluindo Jouret, se alojaram em uma casa de campo. Mais tarde foram encontrados mortos a tiros e com queimaduras. Alguns anos depois, outros cinco membros se suicidaram.

10. Marshall Applewhite, fundador da seita Heaven´s Gate, em San Diego nos EUA. Em 1997, juntamente com a cofundadora da seita Bonnie Nettles convenceu 39 seguidores para que se suicidassem com a finalidade de que suas almas ascendessem ate uma nave espacial de origem extraterrestre situada atrás do cometa Hale-Bopp. Ele mesmo, Applewhite, também estava entre os que cometeram o suicídio.

“Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres?’ Então eu lhes direi claramente: Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês que praticam o mal!” – Mateus 7:22-23

“Pois tais homens são falsos apóstolos, obreiros enganosos, fingindo-se apóstolos de Cristo. Isso não é de admirar, pois o próprio Satanás se disfarça de anjo de luz. Portanto, não é surpresa que os seus servos finjam ser servos da justiça. O fim deles será o que as suas ações merecem”. – 2 Coríntios 11:13-15

“O que receio, e quero evitar, é que assim como a serpente enganou Eva com astúcia, a mente de vocês seja corrompida e se desvie da sua sincera e pura devoção a Cristo. Pois, se alguém tem pregado a vocês um Jesus que não é aquele que pregamos, ou se vocês acolhem um espírito diferente do que acolheram ou um evangelho diferente do que aceitaram, vocês o toleram com facilidade”. – 2 Coríntios 11:3-4

Com informações do Heavensgate
Imagem: Reprodução

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentários do Facebook