Jesus é o Cumprimento das Escrituras | D. A. Carson

No evento Consciência Cristã 2017, D. A. Carson fala sobre a relação entre AT e NT, e o cumprimento das escrituras em Jesus Cristo. Mensagem exclusiva disponível na plataforma Blesss.
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Em exposição bíblica na última edição do Consciência Cristã, o pastor D.A. Carson (EUA) falou sobre  a relação entre Antigo Testamento e Novo Testamento para nós cristãos nos dias de hoje, com base no texto de Mateus 5.17-20.

Para abordar o assunto, Carson começa com duas perguntas:

1) Para que serve o Antigo Testamento a um crente do Novo Testamento?

2) Em que maneiras a apresentação de Deus no Antigo Testamento é diferente do Novo Testamento?

A conexão de Jesus com o Antigo Testamento

O significado de “cumprir”

“Não penseis que vim revogar a lei ou os profetas, mas para cumprir” (v. 17)

Jesus diz que não veio abolir a lei, mas para cumprir. Portanto, você não tem o direito de jogar fora o Antigo Testamento. 

Carson expõe que Jesus não diz: “eu  não vim para revogar, mas para manter”, e sim “para cumprir”. O evangelho de Mateus usa o verbo “cumprir” mais do que qualquer outro livro no Novo Testamento, a maioria das vezes significando “completar uma profecia”. Cumprir significa que agora se completou o que havia sido predito no passado.  

Segundo Carson, Jesus cumpre a trajetória de todas as celebrações pascoais, as predições de um Rei davídico, o papel dos sacerdotes, o significado do templo. Jesus afirma que a própria Lei precisa ser cumprida (v. 18).

Quem é maior no Reino?

“Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.” Mateus 5:19

Com relação ao versículo 19, D.A. Carson lança a pergunta: “O que Jesus quer dizer com “estes mandamentos”? Se Ele estivesse se referindo aos mandamentos do Antigo Testamento, é claro que estaria apenas mantendo o antigo testamento.  Carson explica que nessa passagem Jesus se refere aos mandamentos cumpridos por Ele em sua vinda, mandamentos que se completaram Nele.

“Pois eu vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.” Mateus 5:20

Os fariseus eram fiéis em cumprir as leis e tradições, mas a justiça deles não bastava para cumprir os mandamentos. Segundo Carson, o Novo Testamento nos mostra que a única maneira de encontrar justiça verdadeira é através da cruz de Cristo, por meio da sua redenção.   

Respondendo a primeira pergunta: “Para que serve o Antigo Testamento a um crente do Novo Testamento?”

O AT estabelece todas as categorias essenciais pelas quais iremos entender quem é Jesus: Criação, aliança, templo, tabernáculo, sacrifício, sacerdotes, Espírito, Reino prometido de Davi, escatologia. Como compreender todos os atos de Jesus no Novo Testamento sem conhecer a história do AT? O que significa dizer que Cristo é o “cordeiro de Deus”? Como entender a nova criação se você não entender a antiga criação? Romanos diz que Jesus é o novo Adão, mas quem é o velho Adão?

O exemplo do templo

Carson cita diversos exemplos bíblicos a respeito de templo, termo definido como “o lugar em que Deus se encontra com Seu povo por meio dos sacrifícios que Ele mesmo tinha ordenado”. Em João 2, Jesus diz que derrubaria o templo e em 3 dias o construiria novamente. Apenas quando Jesus morre e ressuscita as pessoas entendem o que significavam aquelas palavras. Jesus se torna o verdadeiro templo de Deus, verdadeiro encontro, sacerdote, sacrifício e Cordeiro.

Carson aborda também o sentido bíblico em que a Igreja é um templo. Não a igreja enquanto instituição ou prédio, mas sim enquanto corpo de Cristo, nascidos de novo, justificados. Segundo Carson, nós cristãos somos o encontro entre Jesus e os incrédulos.

Em Apocalipse, ao tratar da Nova Jerusalém, João diz que não viu naquela cidade nenhum templo, porque Deus e seu Cordeiro são o templo. Portanto, o Novo Testamento traz o cumprimento de todos os grandes temas estabelecidos no Antigo Testamento.

Respondendo a segunda pergunta: Em que maneiras a apresentação de Deus no Antigo Testamento é diferente do Novo Testamento?

Carson afirma que desde o Antigo Testamento aprendemos que assim como um pai cuida de seus filhos, Deus cuida do seu povo. Ele é um Deus tardio em irar-se e cheio de misericórdia, que revela seu amor a nós. No Novo Testamento, ainda que haja menos ênfase na guerras, pragas, fome, há uma ênfase maior sobre o inferno. A pessoa que mais fala sobre o inferno no Antigo Testamento é Jesus. Em Apocalipse 14: 18-20 vemos uma dessas revelações de condenação e sangue. D.A. Carson explica que no Novo Testamento, ao contrário do que pensamos muitas vezes, a figura da ira de Deus aumenta e a figura do amor de Deus também aumenta. No Novo Testamento a ira de Deus se torna mais clara e o amor de Deus se torna mais caro. O lugar em que isso se mostra com mais evidência é na cruz.

“Quer ver o lugar da maior demonstração da ira de Deus? Estude a cruz.

Quer ver o lugar da maior demonstração do amor de Deus? Estude a cruz.” – D. A. Carson.

Então lembre-se do que Jesus disse: eu não vim revogar a lei, eu vim cumpri-la.

Veja a mensagem completa na Plataforma Blesss

Com o objetivo de edificar a igreja de Cristo, a Vinacc desenvolveu a plataforma Blesss. Nesse projeto você pode encontrar essa e outras mensagens completas, em vídeos exclusivos de diversos preletores. São pacotes temáticos para um aprendizado centrado na palavra de Deus. Clique aqui e confira.


D. A. Carson

D. A. Carson é um dos fundadores do The Gospel Coalition, professor pesquisador em Novo Testamento; É Bacharel em Química, possui Mestrado em Divindade pelo Central Baptist Seminary, e Ph.D em Novo Testamento pela Universidade de Cambridge. Carson já escreveu e editou mais de 50 livros.


Publicado originalmente em Blesss.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentários do Facebook