Intimidação aos cristãos indígenas

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Cristãos indígenas também sofrem perseguição e hostilidade em países da América Latina

Recentemente, na Colômbia, ocorreram vários incidentes violentos contra cristãos indígenas, envolvendo casos de tortura, prisão e exílio. Autoridades indígenas locais têm intimidado os cristãos na tentativa de impedir o crescimento do cristianismo no país. Uma das colaboradoras da Portas Abertas explica que o Estado deve respeitar os direitos fundamentais individuais, como a liberdade de religião, por exemplo, mas isso não vem acontecendo para a sociedade colombiana.

“Esses direitos devem ser sustentados na autonomia das comunidades indígenas, mas, em vez disso, as práticas autoritárias e desleais são comuns nos casos de conversão religiosa dentro dessas comunidades. Não só as pessoas que se convertem sofrem perseguição, mas também a família e a congregação da igreja local. Essa perseguição inclui o despojo forçado da propriedade e o deslocamento das pessoas. Esse cenário tem causado uma insegurança constante e cada vez maior nos cidadãos”, disse a colaboradora.

A Colômbia está posicionada na 50ª posição da atual Lista Mundial da Perseguição. Segundo relatos da Agência Missionária voltada aos Grupos Étnicos Indígenas, cerca de 1,3 milhão de colombianos são indígenas. Atualmente, existem 87 grupos localizados em todo o país. Além disso, entre 50 e 200 comunidades indígenas ainda não foram evangelizadas. Estima-se que cerca de 30% da população indígena seja de cristãos e cerca de 40% enfrenta a perseguição. Atualmente, existem mais de 400 cristãos indígenas deslocados em razão da perseguição religiosa. Ore pela igreja na Colômbia.

 

Portas Abertas
imagem: Reprodução

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentários do Facebook