Ideologia de Gênero não entrará no currículo das escolas, diz secretária executiva do MEC

Sóstenes Cavalcante (DEM) e outros deputados das bancadas evangélica e católica, receberam garantias da secretária Maria Helena de que o governo federal não pretende incluir a ideologia de gênero no conteúdo da Base Nacional Comum Curricular

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Parlamentares cristãos se reuniram com uma representação do Ministério da Educação (MEC) para assegurar que a ideologia de gênero não fará parte do conteúdo escolar brasileiro.

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) usou sua página no Facebook para informar que a reunião realizada na última terça-feira, 14 de março, com a secretária-executiva do MEC, Maria Helena de Castro, tratou desse assunto.

Sóstenes e outros deputados cristãos, integrantes das bancadas evangélica e católica, receberam garantias da secretária Maria Helena de que o governo federal não pretende incluir a ideologia de gênero no conteúdo da Base Nacional Comum Curricular (daqui em diante, BNCC).

O procurador da República Guilherme Schelb – conhecido por sua fiscalização sobre a questão da ideologia de gênero – também participou da reunião, assim como o deputado federal João Campos (PRB-GO), presidente da Frente Parlamentar Evangélica, entre outros.

“Fomos em busca de esclarecimentos, sabemos que ativistas tem lutado para incluir esse tema nas escolas, querem doutrinar nossas crianças e deixá-las expostas a conteúdos inadequados”, afirmou Sóstenes. “Maria Helena de Castro nos garantiu que no currículo não entrará ideologia de gênero”, acrescentou.

Segundo o cronograma do MEC, a BNCC será lançada no próximo mês, e se não existirem contratempos, a data escolhida foi o dia 06.

A ideologia de gênero é um dos temas mais polêmicos da agenda “progressista”, abraçada pelos ativistas de minorias, e combatida pelos setores conservadores da sociedade.

Recentemente, o jornalista Alexandre Garcia, um dos mais respeitados e contundentes do país, marcou posição no assunto baseado em um parecer de pesquisadores norte-americanos, criticando a ideologia de gênero.

“Todos nascem com sexo biológico. Como no reino animal, na classe dos vertebrados, mamíferos, na ordem dos primatas, na família dos hominídeos e aqueles do gênero humano (é isso o que diz a biologia), nascemos machos e fêmeas. É um fato biológico. Não é a ideologia que marca o nosso sexo”, criticou.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentários do Facebook