Estado Islâmico divulga vídeo mostrando a execução de cinco supostos espiões britânicos

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O Estado Islâmico divulgou um vídeo neste domingo (03) mostrando a execução de cinco espiões britânicos, segundo informações do próprio grupo. Nas imagens, um dos jihadistas faz um discurso, em inglês britânico, voltado contra a Grã-Bretanha, no qual critica principalmente o primeiro-ministro do país, David Cameron, chamando-o de “imbecil”.

“Quão estranho é o líder de uma pequena ilha ameaçar-nos cheios de planos. […] Parece que você é igual aos seus antecessores [Tony] Blair e [Gordon] Bown: arrogante e tolo. Na verdade David, você não é mais que um imbecil. Só um imbecil poderia desafiar uma luta contra uma terra que está sob as leis e onde Alá reina supremo e onde as pessoas vivem sob a justiça e a segurança da Sharia [lei islâmica]”, diz o jihadista que discursou no vídeo divulgado, segundo noticiou o jornal britânico The Telegraph.

Assine o Blesss

O homem que falou no vídeo foi identificado pelos serviços de inteligência como o britânico Siddhartha Dhar. Ele imitou a postura do “Jihadista John”, terrorista inglês que era a voz oficial do Estado Islâmico em vídeos de execução, e que foi morto em um ataque dos Estados Unidos na Síria. Seguindo os passos de seu antecessor, Dhar desafia o mundo ocidental ao dizer que todo aquele que for contra o grupo extremista será “abandonado”, deixando claro em suas palavras que o “abandono” citado é, na verdade, uma violenta repressão.

Os jihadistas presentes nas imagens deram seu tradicional grito “Alá é grande”, e logo em seguida atiraram nas cabeças dos cinco homens, supostamente espiões britânicos, os quais estavam ajoelhados e vestidos com roupas laranjas. No final do vídeo aparece uma criança, falando com um sotaque inglês, afirmando que o Estado Islâmico “matará todos os infiéis onde quer que estejam”.

Apesar do grupo extremista islâmico afirmar que os cinco homens executados eram espiões britânicos, o governo da Grã-Bretanha ainda não confirmou a informação.

O primeiro-ministro David Cameron se pronunciou sobre o vídeo, classificando-o como uma ação “desesperada” do Estado Islâmico. “É algo desesperado de uma organização que promove as ações mais desprezíveis e medonhas. O EI é uma organização que está perdendo terreno. Eles nos odeiam não pelo o que fazemos, mas pelo que somos. O fato de sermos uma nação bem sucedida, tolerante, democrática, de vários credos e etnias. Eles odeiam isso. É por isso que querem acabar conosco”, declarou Cameron.

 

Por Ana Louise

Foto: Twitter/SITE Intel Group/Reprodução

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Comentários do Facebook