“Deus assassino” é a ilustração da capa do jornal satírico Charlie Hebdo

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

“1 ano depois, o assassino ainda corre”, este será o título do jornal satírico Frances Charlie Hebdo na quarta feira, 6, ao relembrar o ataque terrorista sofrido no ano passado que culminou na morte de vários jornalistas e profissionais da área.

O jornal, que tem por característica causar polêmicas através de suas charges, principalmente no campo religioso, “fez bonito” e apelou com mais conteúdo ofensivo. É possível ver na ilustração da capa, a figura de “deus” com uma arma nas costas e com as mãos sujas de sangue.

O cartunista Riss, atual diretor do veículo, gravemente ferido em 7 de janeiro de 2015, assina um editoral com uma ferrenha defesa da laicidade e denuncia os “fanáticos alienados pelo Alcorão” e “devotos de outras religiões” que queriam a morte da publicação por “ousar rir do religioso”.

“As convicções dos ateus e dos laicos podem mover mais montanhas do que a fé dos crentes”, escreve.

O presidente da VINACC – Visão Nacional para a Consciência Cristã -, Euder Faber comentou sobre a nova publicação do Charlie Hebdo: “É ridículo essa interpretação de Deus dada por esses cartunistas, no mínimo ignorância. Para começo de conversa o deus islâmico nada tem haver com o Deus da Bíblia. O Deus da Bíblia não manda matar os infiéis por não crerem nEle, manda que se pregue as Boas Novas de Cristo, que se possível morra nessa missão por amor aos incrédulos. Fazer tal associação com o Deus cristão ou é má fé, ignorância ou mesmo o mais desprezível preconceito.”

Hoje, o semanário tem tiragem de cerca de 100.000 exemplares em bancas e, destes, pelo menos 10.000 são distribuídos no exterior. A revista conta com 183.000 assinantes.

 

 

Por Samuel Oliveira

Imagem: Revista Exame

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Comentários do Facebook