Criança morre após seus pais o obrigarem a fazer jejum

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O caso do menino que morreu no hospital com uma infecção generalizada, aconteceu em 2013, mas os pais do menino apenas foram julgados no início de 2017.

Todas nós sabemos que, em algumas situações do dia a dia, é necessário que estejamos em jejum, como antes de realizar exames por exemplo. Mas jejum não é algo que deve ser feito de maneira radical, muito menos sem orientação médica.

Assine o Blesss

Alexandru Radita, um menino de apenas 15 anos nascido na Romênia, foi submetido a períodos excessivos de jejum pelos próprios pais, que não permitiram que médicos especialistas cuidassem do seu problema de diabetes. Os pais do garoto, Emil Radita e Rodica Radita, eram frequentadores fanáticos de uma Igreja Pentecostal Romena, que não permitia o tratamento.

Segundo informações, o menino já havia sido levado dos pais pelo serviço social local, mas o casal reconquistou a guarda de Alexandru. Eles afirmava que o menino não tinha nenhuma doença e o isolavam para que outras pessoas não intervissem em seu tratamento de insulina.

A promotora do caso afirmou que, antes de aceitarem ligar para emergência, Emil e Rodica rezaram pelo menino durante duas horas, enquanto ele agonizava. Ao chamar a ambulância, Emil disse que Alexandru não respirava mais.

A negligência com o menino era tão grande que seus dentes apodreceram devido à doença e ele pesava 16 quilos ao chegar no hospital. Além disso, as reservas de gordura e músculos de Alexandru estavam tão baixas que seu corpo não pôde resistir à infecção que o matou.

O caso aconteceu em 2013, mas os pais do menino apenas foram julgados no início de 2017. Eles foram condenados à prisão perpétua pela morte de Alexandru.

 

Com informações Dicas online
Imagem: reprodução

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentários do Facebook