A importância do Ramadã para os cristãos

Enquanto os muçulmanos jejuam, os cristãos oram por eles, compartilham o evangelho e enviam cartões com passagens bíblicas em árabe

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Os cristãos em toda a Península Arábica estarão reunidos, orando e adorando a Deus, durante o período do Ramadã. Para muitos, o mês muçulmano de jejum é também um momento especial de oração e compartilhamento do evangelho com a vizinhança. Alguns irmãos que vivem no Catar, Kuwait e Omã compartilharam com nossa equipe sobre suas experiências durante essa época. Eles foram questionados sobre a existência de uma pressão religiosa maior nesse período, mas disseram que isso não ocorreu com eles.

“Pelo contrário, o Ramadã tem sido um tempo de bênção para nós, quando temos oportunidade de evangelizar”, disse um cristão estrangeiro que vive e trabalha no Catar. Ele explicou que a jornada de trabalho é menor por conta das comemorações. “A maioria das pessoas só trabalham das 8h às 14h e podem tirar o restante do dia para descansar, sendo assim, temos mais tempo para organizar os cultos e fazemos reuniões extras”, continuou o cristão. Mas eles devem ser cautelosos para não comer ou beber em público: “Se fizermos isso, até mesmo no carro, podemos ser presos por três dias ou pagar multa, mas somos avisados sobre as penalidades com bastante antecedência”.

Assine o Blesss

“Muitos tentam ler o Alcorão completo durante o mês do jejum, outros tentam copiar o maior número de versos manualmente, na tentativa de agradar a Deus, outros oram incessantemente, porque acreditam que uma oração feita na mesquita durante o Ramadã é mil vezes mais valiosa do que uma oração em dia comum”, relata outro trabalhador cristão. Ele contou que costuma organizar uma reunião de oração na noite que marca o fim da comemoração. Segundo ele, os muçulmanos acreditam que Alá é mais misericordioso e tolerante nessa noite.

“Nós reunimos tantos cristãos quanto podemos durante esta noite e oramos para que os muçulmanos vejam a verdade e recebam visões e sonhos com Jesus. Todos os anos, ouvimos testemunhos disso acontecendo. Eles veem Jesus vestido com roupas brancas”, relatou outro trabalhador cristão. “É uma grande oportunidade que temos para compartilhar o amor de Deus, então enviamos cartões de felicitações aos nossos amigos com passagens bíblicas em árabe, falando sobre o sacrifício de Cristo”, conclui o trabalhador que também é líder cristão no país.

Os cristãos em toda a Península Arábica estarão reunidos, orando e adorando a Deus, durante o período do Ramadã. Para muitos, o mês muçulmano de jejum é também um momento especial de oração e compartilhamento do evangelho com a vizinhança. Alguns irmãos que vivem no Catar, Kuwait e Omã compartilharam com nossa equipe sobre suas experiências durante essa época. Eles foram questionados sobre a existência de uma pressão religiosa maior nesse período, mas disseram que isso não ocorreu com eles.

“Pelo contrário, o Ramadã tem sido um tempo de bênção para nós, quando temos oportunidade de evangelizar”, disse um cristão estrangeiro que vive e trabalha no Catar. Ele explicou que a jornada de trabalho é menor por conta das comemorações. “A maioria das pessoas só trabalham das 8h às 14h e podem tirar o restante do dia para descansar, sendo assim, temos mais tempo para organizar os cultos e fazemos reuniões extras”, continuou o cristão. Mas eles devem ser cautelosos para não comer ou beber em público: “Se fizermos isso, até mesmo no carro, podemos ser presos por três dias ou pagar multa, mas somos avisados sobre as penalidades com bastante antecedência”.

“Muitos tentam ler o Alcorão completo durante o mês do jejum, outros tentam copiar o maior número de versos manualmente, na tentativa de agradar a Deus, outros oram incessantemente, porque acreditam que uma oração feita na mesquita durante o Ramadã é mil vezes mais valiosa do que uma oração em dia comum”, relata outro trabalhador cristão. Ele contou que costuma organizar uma reunião de oração na noite que marca o fim da comemoração. Segundo ele, os muçulmanos acreditam que Alá é mais misericordioso e tolerante nessa noite.

“Nós reunimos tantos cristãos quanto podemos durante esta noite e oramos para que os muçulmanos vejam a verdade e recebam visões e sonhos com Jesus. Todos os anos, ouvimos testemunhos disso acontecendo. Eles veem Jesus vestido com roupas brancas”, relatou outro trabalhador cristão. “É uma grande oportunidade que temos para compartilhar o amor de Deus, então enviamos cartões de felicitações aos nossos amigos com passagens bíblicas em árabe, falando sobre o sacrifício de Cristo”, conclui o trabalhador que também é líder cristão no país.

 

Com informações Portas Abertas
Imagem: reprodução/ilustrativa

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comentários do Facebook